Colíder - Sexta-Feira, 21 Jun 2024
(66) 9.9680-3949
Colíder News
Banner Whatsapp O Seu Portal de Notícias
Hora Certa
Banner Whatsapp O Seu Portal de Notícias

Vírus gigantes são encontrados em gelo da Groenlândia e podem ajudar a regular ecossistema

Pesquisadores avaliam impacto dos micro-organismos para controlar degelo

11 Jun 2024 às 05:21
Vírus do Bem?
Pesquisadores da Universidade de Aarhus, da Dinamarca, encontraram um vírus gigantes na camada de gelo da Groenlândia que se alimentam de algas presentes na neve e podem ajudar a preservar o ecossistema ártico. 


A hipótese dos pesquisadores é que os micro-organismos ajudem a controlar o derretimento acelerado dos blocos de gelo, uma vez que eles se alimentam das algas que florescem nas geleiras e as deixam escurecidas. Assim, a capacidade delas de refletir o sol diminui, e, com isso, o derretimento é acelerado.  

Por conta dos vírus, o florescimento das algas é reduzido e, consequentemente, a propagação delas no local, o que desacelera o derretimento das geleiras, já que os blocos de gelo ficam limpos para refletir a luz solar. 

"Eles podem ser úteis como forma de aliviar o derretimento do gelo causado pelas florações de algas. Ainda não sabemos quão eficiente isso seria, mas esperamos responder a essas perguntas ao estudá-los mais a fundo", diz Laura Perini, do Departamento de Ciências Ambientais da Universidade de Aarhus, em um comunicado da universidade. 

O estudo foi publicado na revista "Microbiome". 

Os vírus encontrados são chamados de gigantes por terem aproximadamente 2,5 micrômetros. Para efeito de comparação, vírus comuns têm entre 20 e 200 nanômetros (1 nanômetro é igual a 0,001 micrômetro) e são cerca de mil vezes menores que uma bactéria. Esses, por sua vez, têm tamanho similar ao de uma bactéria, que geralmente mede entre 2 e 3 micrômetros. 

Segundo o estudo, esses vírus medem aproximadamente 2,5 micrômetros. Para comparação, vírus comuns têm entre 20 e 200 nanômetros (1 nanômetro = 0,001 micrômetro), enquanto as bactérias geralmente medem entre 2 e 3 micrômetros. 

Acompanhe o nosso trabalho também nas redes sociais;

Siga a nossa página do Colidernews no Facebook.

Acompanhe nossas matérias no Grupo de WhatsApp.

Saiba tudo do nosso site na pagina oficial do Twitter.

Siga o Colidernews também no Instagram.

Faça parte do nosso grupo de notícias no Telegram.

Junte-se ao Grupo do Colidernews no Signal.


Micro-organismos com tamanho semelhante foram primeiramente descobertos em 1981, no oceano. Essa é a primeira vez que eles são encontradas em camadas de gelo.

Fonte: Diario do Nordeste

Previsão do Tempo - Colíder

°

Máxima: °
Mínima: °

Publicidades

Outros Destaques

Publicidades

Publicidade Machado
Lanza Tec
Direitos Reservados |