Colíder - Quarta-Feira, 01 Dez 2021
(66) 9.9680-3949
Colíder News
Campanha Pref Setembro O Seu Portal de Notícias
Hora Certa
NetFácil Internet O Seu Portal de Notícias

Vereador Márcio Gonçalves (PSL) é cassado após ser condenado em Guarantã do Norte

Márcio Gonçalves perdeu seus direitos políticos após perder em todas as instâncias o processo militar que respondia por agredir um superior...

09 Nov 2021 às 05:39
O Território
Foto: Reprodução

O Ministério Público de Mato Grosso, através do promotor de justiça, Dr. Carlos Frederico, oficializou o presidente da Câmara Municipal de Guarantã do Norte para que decretasse a perca de mandato do então ex-vereador Subtenente Márcio Gonçalves (PSL).


Márcio Gonçalves perdeu seus direitos políticos após perder em todas as instâncias o processo militar que respondia por agredir um superior quando ainda servia a Força Aérea Brasileira. Segundo os documentos do processo, Márcio foi condenado por agredir fisicamente e verbalmente um segundo sargento também da Força Aérea Brasileira.

O crime ocorreu em 2017 e a última condenação aconteceu em março deste ano. Ele foi condenado a 6 meses de prisão, porém conseguiu converter a prisão por dois anos de medidas protetivas.

No artigo 15 da Constituição Federal, fala que é vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos casos de: (…)

III – condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos;”

Acompanhe o nosso trabalho também nas redes sociais;

Siga a nossa página do Colidernews no Facebook.

Acompanhe nossas matérias no Grupo de WhatsApp.

Saiba tudo do nosso site na pagina oficial do Twitter.

Siga o Colidernews também no Instagram.

Faça parte do nosso grupo de notícias no Telegram.

Junte-se a nós também no Grupo do Colidernews no Signal.


A doutrina interpreta o inciso III acima transcrito como hipótese de suspensão dos direitos políticos, sendo que, no caso, o vereador, ao ser condenado criminalmente, com trânsito em julgado, deixou de ter o pleno exercício de seus direitos políticos, sendo consequência de tal fato, a perda do mandato, já que tal dispositivo é autoaplicável.

“O Ministério Público Eleitoral, por intermédio de seu agente signatário, recomenda ao Presidente da Câmara de Vereadores de Guarantã do Norte que declare, imediatamente, a perda do cargo do vereador, sob pena de eventual responsabilização por ato de improbidade administrativa, representação por quebra de decoro parlamentar/cassação de mandato e responsabilização.” Diz o trecho do documento enviado pelo Ministério Público.

Com isso foi editado o decreto de cassação de mandato do ex-vereador Subtenente Márcio Gonçalves.

A sua suplente, a ex-prefeita Sandra Martins assumirá o cargo de vereadora.

Previsão do Tempo - Colíder

°

Máxima: °
Mínima: °

Publicidades

Direitos Reservados |