Colíder - Sábado, 28 Mai 2022
(66) 9.9680-3949
Colíder News
NetFácil Internet O Seu Portal de Notícias
Hora Certa
Banner Whatsapp O Seu Portal de Notícias

Prefeitos gastam R$ 5,38 milhões na virada do ano

Além disso, muitos prefeitos também decidiram realizar contratos por conta própria e utilizar recursos público na realização das festas.

09 Jan 2022 às 08:07
Lázaro Thor Borges l GD

Prefeituras de diversos municípios de Mato Grosso gastaram pelo menos R$ 5,38 milhões em festividades de Ano Novo. A maior parte deste recurso, cerca de R$ 3,7 milhões, veio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) que firmou convênios para transferir os recursos para os municípios e viabilizar a realização dos eventos.


 

Levantamento feito pela reportagem de A Gazeta com base em documentos públicos mostra que 10 municípios foram beneficiados com convênios que possibilitaram a realização de festas no reveillon. Além disso, muitos prefeitos também decidiram realizar contratos por conta própria e utilizar recursos público na realização das festas.

 

No momento atual, em que além da pandemia de covid-19 a população também enfrenta um surto de influenza, especialistas tem desaconselhado gestores a não realizar eventos de grande porte. Conselhos como esses já eram feitos no início de dezembro, quando começaram as contratações e os convênios do estado foram assinados.

 

Duplas sertanejas

Dos R$ 5 milhões utilizados pelas prefeituras R$ 3,7 milhões vieram de convênios com a Secel. No caso dos convênios, os municípios apresentaram contrapartida de R$ 388 mil. O restante dos gastos em festas de ano novo nas prefeituras vieram de recursos próprios e somam a quantia de gastos de R$ 1,6 milhões.

 

Estes recursos foram utilizados em serviços como show pirotécnicos, decorações e contratação de grupos musicais. A maior parte dos contratados foram Duplas sertanejas de sucesso no país todo. Um dos exemplos desse tipo de contratação foi o contrato firmado pela prefeitura de Matupá com a cantora Lauana Prado, autora do hit Cobaia. O contrato com a cantora sertaneja custou R$ 185 mil aos cofres públicos.

 

Algumas duplas sertanejas, que têm como mote de suas músicas a defesa do agronegócio, também receberam recursos públicos. É o caso, por exemplo, da dupla Antony e Gabriel, que canta a música Usa da roça chegou. Para ouvir canções como essa, os moradores de Marcelândia pagaram R$ 150 mil através de um contrato firmado pela prefeitura com a empresa Agromusic, que representa a dupla.

Acompanhe o nosso trabalho também nas redes sociais;

Siga a nossa página do Colidernews no Facebook.

Acompanhe nossas matérias no Grupo de WhatsApp.

Saiba tudo do nosso site na pagina oficial do Twitter.

Siga o Colidernews também no Instagram.

Faça parte do nosso grupo de notícias no Telegram.

Junte-se a nós também no Grupo do Colidernews no Signal.

 

Outra dupla sertaneja que canta as riquezas do agronegócio, mas que foi contratada com recursos públicos, é a dupla Adson e Alana. O casal de cantores recebeu R$ 50.580,00 da prefeitura de Nova Ubiratã para cantar o hit Respeita a roça.

 

 

Confira reportagem completa na edição do Jornal A Gazeta

Previsão do Tempo - Colíder

°

Máxima: °
Mínima: °

Publicidades

Direitos Reservados |