Colíder - Terça-Feira, 09 Ago 2022
(66) 9.9680-3949
Colíder News
Banner Whatsapp O Seu Portal de Notícias
Hora Certa
Banner Whatsapp O Seu Portal de Notícias

Servidores denunciam diretora de escritório de saúde de Colíder por assédio moral, coação e perseguição

Entre outras coisas, Grazielle é acusada pelos servidores de coação, assédio moral, perseguição, falta de comunicação, escuta deficiente,...

26 Jul 2022 às 05:46
Fabiana Mendes l Olhar Direto

Servidores públicos de Colíder denunciaram a diretora do Escritório Regional de Saúde da cidade por assédio moral, ofensas, ameaças veladas, entre outras situações.


Em carta enviada ao governador Mauro Mendes (UNIÃO), o grupo cita contratações profissionais realizadas "na calada da noite" e pede a substituição de Grazielle Scarping, além de adoção de medidas administrativas.

O envio do documento ao governador, conforme os servidores, ocorreu após à Secretaria Estadual de Saúde (SES) não apurar in loco a situação para tomar medidas administrativas a fim de elucidar o caso.

A única medida tomada pela Pasta seria a convocação para um evento na sede da SES, mas solicitado apenas com um dia útil de antecedência.

"Mais simples e fatalmente mais econômico seria deslocar uma pequena equipe do nível central para acompanhar in loco o teor da denúncia, em detrimento a propositura de fechamento da unidade (ERSCOL) e deslocamento de 100% dos profissionais da instituição, gerando comprometimento das atividades profissionais e pessoais", descreve.

"Vale ressaltar que dentre os demais servidores, alguns não assinaram o documento por medo de retaliação e perseguição, embora sofram os mesmos ataques que os assinantes,

Entre outras coisas, Grazielle é acusada pelos servidores de coação, assédio moral, perseguição, falta de comunicação, escuta deficiente, perfil antiético, prepotência e centralização de poder.

Por conta disso, os servidores afirmam que a condição física e psicológica da equipe e os resultados tem demonstrado grande descontentamento, falta de motivação para o trabalho, adoecimento constantes (depressão), stress em elevado grau e como agravante a desintegração do quadro de RH.

Outros prejuízos seriam causados pela ausência da diretora na unidade pois muitos documentos precisam da assinatura da gestora, mas estariam pendentes.

Ela também teria costume de esconder em sua sala todos os materiais de uso técnico/administrativo, levando os servidores a comprarem mesmo com existência de volume considerado na sala.

Por fim, o documento diz que Grazielle teria realizado contratações na calada da noite para privilegiar um familiar.

Outro lado

Procurada, a SES esclareceu que é inverídica a informação de que não houve retorno para as alegações feitas por quatro servidores do Escritório Regional de Saúde de Colíder. Já houve o encaminhamento prévio da situação.

"Com o objetivo de dar celeridade e transparência à apuração dos fatos, os servidores envolvidos foram convidados para uma reunião com a secretária de Estado de Saúde, Kelluby de Oliveira.

Acompanhe o nosso trabalho também nas redes sociais;

Siga a nossa página do Colidernews no Facebook.

Acompanhe nossas matérias no Grupo de WhatsApp.

Saiba tudo do nosso site na pagina oficial do Twitter.

Siga o Colidernews também no Instagram.

Faça parte do nosso grupo de notícias no Telegram.

Junte-se a nós também no Grupo do Colidernews no Signal.

Contudo, os denunciantes não compareceram à reunião por questões particulares. Na ocasião, os demais integrantes da equipe do Escritório Regional foram ouvidos e contestaram as denúncias feitas por servidores da unidade. Por essa razão, a SES continua apurando as denúncias e os fatos ligados à situação", diz trecho da nota.

Previsão do Tempo - Colíder

°

Máxima: °
Mínima: °

Publicidades

Direitos Reservados |